Qual é o Melhor Remedio para Tratar Hemorroida ?

Video Explicativo Sobre Remédios para Hemorroidas:

Neste Video a Dr. Jessica Wright que é formada em especialista certificada na área de nutrição, consultora de saúde e também uma pesquisadora médica independente demonstra o que é a hemorróida e como tratar:

Hemorroida é o estado de inchaço e inflamação das veias que ficam localizadas no canal retal ou no ânus. O conjunto de hemorroidas compõe uma estrutura vascular que possui por função o auxílio da passagem de fezes. A doença que deixa a região dolorida ocorre justamente quando essas veias iniciam um processo de inchaço derivado da inflamação indevida.

O surgimento de hemorroida está atrelado a uma série de fatores, entre eles a obesidade acompanhada de uma vida sedentária, a baixa ingestão não somente de fontes de fibra, como também de líquidos. Especialistas também dizem que hemorroida pode afetar mulheres grávidas devido à pressão que o feto pode realizar na região. A recorrência da doença é observada naqueles que passam por crises de diarreia crônica e não fazem o tratamento correto até o fim ou que não relatam ao médico.

Tipos de hemorroida

A hemorroida pode ainda ser classificada de duas maneiras distintas. Primeiramente a hemorroida externa, a qual pode ser mais facilmente observada por sair do ânus, criando uma protuberância que incomoda o paciente. Já a hemorroida interna, subdivide-se em mais quatro categorias:

  • Hemorroida interna grau I: não ficam para fora de ânus, havendo maior dificuldade para conclusão do diagnóstico da condição;
  • Hemorroida interna grau II: apesar de ficarem para fora do ânus, consegue regredir sem que haja a necessidade de realizar intervenção;
  • Hemorroida interna grau III: saem pelo ânus e, diferentemente do grau anterior, carecem de intervenção para que a regressão ocorra;
  • Hemorroida interna grau IV: saem pelo ânus e não consegue regredir mesmo mediante intervenção, causando bastante dor para o paciente.

Pacientes afetados por hemorroida, independentemente de seu tipo, apresentam sintomas característicos. Atente-se caso apresente alguns dos seguintes sinais clássicos da condição:

  • Dor ao se sentar
  • Desconforto na região anal, o qual pode se apresentar na forma de inchaço ou coceira
  • Presença de sangue nas fezes
  • Marcas de sangue no papel higiênico após auto higiene
  • Surgimento de fissuras ou irritações na pele próxima à região afetada
  • Nódulos doloridos ao redor do ânus

Caso note um ou mais dos itens listados acima, procure ajuda médica. No caso de hemorroida, o profissional da saúde mais indicado a diagnosticar, prescrever medicamentos e receitar tratamentos eficazes é o proctologista. Também é ele que realiza intervenções cirúrgicas, quando necessário.

Existe um melhor remédio para hemorroida?

O melhor remédio, bem como o melhor tratamento, varia de paciente para paciente. O proctologista deve avaliar cada caso para saber se a hemorroida pode ser revertida somente com a ministração de remédios tópicos ou se será necessário solicitar que o paciente se submeta a tratamentos alternativos. As opções atuais para reverter o processo de inflamação das veias localizadas entre o reto e o ânus são:

  • Adoção de uma dieta rica em fontes de fibra, assim como frutas, vegetais e cereais em geral juntamente com o consumo mínimo de 2 litros de água por dia. Ambos os hábitos ajudam a diminuir o esforço feito no momento de defecar, diminuindo a pressão exercida sob as hemorroidas.
  • Preparo de banhos de assento para aliviar a dor e desconforto decorrentes da inflamação das veias. Pode ser facilmente preparada com água morna com hamamélis, cipestre ou alfazema. 10 minutos diários já surtem efeitos facilmente percebidos.
  • Ingestão de medicamentos de consumo oral, os quais podem ser apenas prescritos pelo médico de sua confiança. Jamais se automedique.
  • Aplicação de pomadas tópicas que auxiliam a aceleram a desinflamação, o inchaço e a coceira persistente.
  • Extração do coágulo mediante aplicação de anestesia local. Indicada apenas para casos extremos em que os medicamentos e tratamentos caseiros não apresentam os resultados satisfatórios e esperados por médico e paciente.
  • Escleroterapia, procedimento que consiste na introdução de uma solução química, denominada “esclerosante”. Com o auxílio de uma agulha, o proctologista aplica a solução para que a veia se desintegre. Consequentemente, o bloqueio de sangue que estava promovendo a inflamação, bem como os consequentes sintomas, se dissolve, culminando na morte da hemorroida.
  • Laqueação hemorroidária, comumente recomendada para pacientes com hemorroida interna, prevê a inserção de um anel elástico que estrangula a hemorroida até que a mesma necrose e caia. Pode ser necessária a reaplicação do anel elástico até 3 meses após a primeira intervenção.

Qualquer que seja o procedimento adotado, há algumas regras e dicas a serem seguidas para que a recuperação aconteça sem percalços e para que não haja recorrência dessa condição tão incômoda. Primeiramente, deve-se evitar limpar a região com papel higiênico colorido ou com perfume. Prefira a higienização com água e sabão. Procure também não levantar muito peso ou se sentar em superfícies duras – recorra a almofadas macias. Evite realizar muita força para evacuar, pois isso pode causar o surgimento de novas hemorroidas. Por fim, não siga uma vida sedentária. Realize exercícios físicos com regularidade para afastar o sobrepeso e a obesidade e siga uma dieta saudável como a mencionada anteriormente, para entender mais sobre o que é hemorroida clique aqui.

Real Time Web Analytics

Clicky